Técnico Jorge Luis Pinto deixa Costa Rica após atuação histórica na Copa

quinta-feira, 24 de julho de 2014 20:04 BRT
 

SAN JOSÉ (Reuters) - O colombiano Jorge Luis Pinto deixou nesta quinta-feira o cargo de técnico da seleção de Costa Rica devido a desacordos com a federação local e diferenças com integrantes da comissão técnica, depois de comandar o time em sua melhor campanha em um Mundial.

A Costa Rica chegou neste ano às quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez em sua história, fase em que foi eliminada pela Holanda nos pênaltis.

"Simplesmente entendi que não iria contar com as condições para desenvolver meu trabalho, não quero me desgastar com isso, e então não foi possível chegar a um entendimento", disse Pinto em seu site (www.jorgeluispinto.com).

"Me pergunto então que valor tem as vitórias obtidas no Brasil", completou o treinador, cujo contrato acabava após o Mundial.

O colombiano afirmou que as diferenças com alguns membros da comissão técnica também foram motivo para não seguir à frente da seleção centro-americana.

"Alguns na minha comissão técnica não têm meu estilo, tive diferenças, eu quero entrega e compromisso", explicou.

Pinto assumiu a Costa Rica pela segunda vez em 2011, depois de dirigir a seleção entre 2004 e 2006. Também comandou a Colômbia entre 2007 e 2008.

(Reportagem de Carlos Calvo Pacheco, na Cidade do México)

 
O colombiano Jorge Luis Pinto anuncia a sua saída do cargo de técnico da seleção de futebol da Costa Rica, em entrevista coletiva em San José, na Costa Rica, nesta quinta-feira. 24/07/2014 REUTERS/Juan Carlos Ulate