Cech pede a Mourinho que não o coloque no banco do Chelsea

sexta-feira, 25 de julho de 2014 17:06 BRT
 

(Reuters) - O goleiro do Chelsea Petr Cech não quer sentar no banco de reservas do clube, depois de o técnico José Mourinho trazer de volta o goleiro Thibaut Courtois, que estava emprestado ao Atlético de Madri.

"Todo ano há um desafio. Se você vai estar no time, precisa se sair melhor do que os outros caras da equipe", disse o goleiro de 32 anos durante a pré-temporada da equipe na Áustria.

"Não quero ficar no banco. É por isso que estou tentando de tudo para estar no time. Não quero falar sobre 'ses' e 'mas'. Vamos ver como vou sair e o que vai acontecer."

Nesta semana, Mourinho elogiou o belga Courtois, de 22 anos e que passou três anos no Atlético, chamando-o de "o melhor goleiro jovem do mundo".

Ele insistiu que quer manter Cech na equipe e que, mesmo que o goleiro esteja insatisfeito, "os torcedores do Chelsea estarão satisfeitos e eles são mais importantes que qualquer jogador".

Cech, que desfalcou a equipe no final da temporada com um ombro deslocado, voltou à ação no empate em 1 x 1 em amistoso contra o Wolfsburg, na Áustria, na quarta-feira.

"Obviamente, José Mourinho fará sua escolha e decidir como seu time vai ser para o primeiro jogo, segundo jogo, terceiro jogo, qualquer que seja o jogo", disse.

"Depende de nós jogadores mostrarmos que estamos prontos para jogar e fazer com que ele nos escolha. Eu não sou diferente. Farei tudo que puder para fazê-lo me escalar", disse o goleiro, que está há 10 anos no clube.

(Reportagem de Tony Goodson)

 
Goleiro Petr Cech participa de jogo do Chelsea contra o Galatasaray, em 26 de fevereiro.      REUTERS/Murad Sezer