Real Madrid olha para o futuro com otimismo após boa estreia de reforços

quarta-feira, 13 de agosto de 2014 11:08 BRT
 

Por Mike Collett

CARDIFF (Reuters) - O Real Madrid teve que esperar 12 anos para conquistar seu 10º título europeu, em maio, mas não será surpresa para ninguém se conquistar o 11º apenas 12 meses depois, levando-se em conta a atuação da equipe na vitória de 2 x 0 sobre o Sevilla na Supercopa da Europa.

O plantel milionário do técnico Carlo Ancelotti se impôs na terça-feira ao adversário espanhol, atual campeão da Liga Europa, sem qualquer problema, em Cardiff. A vantagem da vitória poderia ter sido ainda maior do que a conquistada com dois gols de Cristiano Ronaldo.

A liga espanhola começa em 23 de agosto, e os jogadores de Ancelotti ainda têm mais de uma semana para se preparar.

O Real Madrid entra na nova temporada com uma equipe mais forte do que a anterior, em que conquistou a Liga dos Campeões e a Copa do Rei, mas ficou em terceiro no Campeonato Espanhol, atrás de Atlético do Madri e Barcelona.

Os "merengues" se reforçaram com o alemão Toni Kroos, que estava no Bayern de Munique, o colombiano James Rodríguez, do Monaco, e o goleiro costarriquenho Keylor Navas, do Levante, três jogadores que se destacaram na Copa do Mundo no Brasil.

No total, Ancelotti tem ao redor de 840 milhões de dólares em talentos à disposição, e talvez uma de suas principais tarefas nesta temporada será, além de conquistas títulos, administrar o grande número de estrelas.

"Será impossível que todos joguem as 65 partidas que temos pela frente", disse o treinador italiano.

"Xabi Alonso, por exemplo, suspenso da partida desta noite (terça-feira), é um jogador muito importante para nós e jogará suas partidas, apesar de também termos Toni Kroos no meio-campo e outros", acrescentou.

"Seremos capazes de jogar a um grande nível nesta temporada, cada jogador terá um papel."

 
Equipe do Real Madrid com a taça da Supercopa da Uefa. 12/08/2014 REUTERS/Dylan Martinez