Piloto mais jovem da F1 terá que dividir tempo entre pista e escola

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 17:05 BRT
 

Por Alan Baldwin

SPA-FRANCORCHAMPS Bélgica (Reuters) - Max Verstappen com certeza cometerá erros primários quando estrear como piloto mais jovem de todos os tempos na Fórmula 1 no ano que vem.

O holandês de 16 anos, que faz 17 em setembro mas já foi anunciado como piloto da Toro Rosso, ainda tem um ano escolar pela frente e enfrenta a perspectiva de ter que equilibrar as corridas com lição de casa e provas.

“Ainda preciso planejar como vamos fazer isso. Veremos“, disse Verstappen aos repórteres em sua primeira coletiva de imprensa, nesta sexta-feira, no Grande Prêmio da Bélgica.

Filho do ex-piloto Jos Verstappen, que competiu contra colegas do calibre de Jenson Button e Fernando Alonso, Max pelo menos terá tirado sua carteira de habilitação e sua licença especial para correr até lá.

Ainda assim, será novo demais para comprar cerveja em alguns países, mas isso não será um problema, ainda que as cervejarias holandesas possam ficar decepcionadas.

“Não gosto de álcool”, afirmou Verstappen. “Isso pode ser uma coisa boa por hora. Mas saio com meus amigos e me divirto. Acho que isso também é importante".

A perspectiva da chegada de Verstappen à equipe de propriedade da Red Bull, que projetou a carreira do tetracampeão Sebastian Vettel, foi o assunto dos boxes na Bélgica.

Embora a maioria dos pilotos diga que não estaria preparado com essa idade, eles concordam que teriam agarrado a chance de qualquer maneira.