Matheus Santana ganha prova com recorde na China e vira esperança para 2016

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 20:45 BRT
 

NANJING China (Reuters) - A natação brasileira ganhou mais uma esperança para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, quando Matheus Santana levou a medalha de ouro nos 100 metros livre nos Jogos da Juventude.

O brasileiro surpreendeu seus rivais com o recorde da prova e endossou a teoria de que a experiência de competir na China poderá ajudar na moldagem de futuros campeões.

Santana, de 18 anos, fez o tempo de 48s25, recorde mundial para um nadador júnior, e mais rápido do que Michael Phelps, o campeão olímpico Nathan Adrian e o campeão mundial James Magnussen conseguiram no campeonato Pan Pacífico, no mesmo dia.

O tempo do brasileiro seria medalha de prata no Pan-Pacífico, que está sendo disputado em Gold Coast, na Austrália, com grande parte da elite das piscinas internacionais.

De acordo com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, "a decisão de enviar Santana aos Jogos Olímpicos da Juventude e não ao Pan-Pacífico aconteceu para que não fossem queimadas etapas na carreira do atleta".

A natação brasileira sai da China com uma medalha de ouro e duas medalhas de prata, todas elas conquistadas por Santana, que ficou em segundo lugar nos 50 m livre e nos 4x100 m livre misto.

 
O brasileiro Matheus Santana comemora ao vencer a prova dos 100 metros livre nos Jogos da Juventude, em Nanjing, na China, nesta sexta-feira. 22/08/2014 REUTERS/Aly Song