6 de Setembro de 2014 / às 04:09 / 3 anos atrás

Neymar garante vitória do Brasil contra Colômbia na reestreia de Dunga

Neymar comemora gol da vitória do Brasil contra Colômbia. 05/09/2014USA TODAY Sports/Robert Mayer

(Reuters) - Com uma cobrança de falta perfeita no final da partida, Neymar garantiu a vitória do Brasil por 1 x 0 sobre a Colômbia, na sexta-feira à noite, em amistoso disputado nos Estados Unidos que marcou a reestreia do técnico Dunga à frente da equipe.

O atacante do Barcelona colocou a bola com categoria no ângulo esquerdo, aos 37 minutos da etapa final, no reencontro com o adversário que o tirou da Copa do Mundo, devido a uma lesão provocada por uma entrada dura de Zúñiga.

"Foi um começo de trabalho com o pé direito, e espero que a gente possa evoluir ainda mais", disse Neymar após a partida.

"A seleção não é só de um jogador, é de 11 jogadores mais os demais (reservas). Essa força do grupo faz com que a gente consiga as vitórias, não importa quem faça os gols o importante é a seleção vencer", acrescentou.

Neymar e Zúñiga, capitães de suas equipes no jogo em Miami, se abraçaram antes mesmo do apito inicial e o colombiano se desculpou pelo lance no Mundial que tirou Neymar do restante da competição.

"Ele pediu desculpas, falou que não tinha sido com má intenção. Então está tudo certo", disse Neymar, que na Copa sofreu uma fratura numa vértebra devido à entrada de Zúñiga.

A partida desta sexta, uma repetição do duelo das quartas de final da Copa do Mundo vencida por 2 x 1 pelo Brasil antes de ser goleado por 7 x 1 pela Alemanha na semifinal, foi disputada com bastante vigor pelas duas equipes, que fizeram faltas duras e levaram juntas sete cartões amarelos.

O colombiano Cuadrado foi expulso aos quatro minutos da etapa final ao receber o segundo amarelo do árbitro por falta cometida em Neymar na entrada da área.

O camisa 10 e capitão da seleção brasileira foi o alvo preferido dos colombianos, mas permaneceu em campo até o final ao contrário do jogo contra a Colômbia no Mundial.

Chamado para voltar à seleção brasileira, que comandou entre 2006 e 2010, para substituir Luiz Felipe Scolari, Dunga manteve a base da equipe que disputou a Copa do Mundo no primeiro jogo da seleção desde o Mundial.

No entanto, apesar de ter oito titulares que também estiveram no Mundial em casa, a seleção jogou de forma diferente, com uma dupla de ataque formada pelos velozes Neymar e Diego Tardelli e com a defesa melhor protegida pelos volantes Luiz Gustavo e Ramires.

A partida também marcou a estreia pela seleção do meia-atacante do Cruzeiro Éverton Ribeiro, que entrou em campo no segundo tempo assim como Robinho, Marquinhos, Fernandinho, Elias e Phillippe Coutinho.

Mesmo sem brilho, o Brasil comemorou ter vencido no início de um novo ciclo de quatro anos visando o Mundial de 2018 na Rússia.

"Nosso objetivo era a vitória, começar bem, e felizmente isso aconteceu. Agora a torcida brasileira precisa ter paciência porque é o inicio do trabalho, mas o nosso time fez a parte dele", disse após a partida o zagueiro Miranda, uma das caras novas do time em relação ao que disputou a Copa do Mundo.

A seleção brasileira voltará a campo no dia 9 para enfrentar o Equador também nos Estados Unidos, em Nova Jersey.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below