Blatter elogia o Brasil por realização de Copa do Mundo "ótima"

segunda-feira, 8 de setembro de 2014 10:17 BRT
 

Por Mike Collett

MANCHESTER Inglaterra (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, sempre disse acreditar que a Copa do Mundo deste ano no Brasil não seria afetada pelos protestos que marcaram a Copa das Confederações de 2013, e afirmou nesta segunda-feira ter ficado muito satisfeito por sua previsão ter se cumprido.

Blatter, de 78 anos, descreveu o torneio como "ótimo" e a "melhor Copa do Mundo" em que já esteve envolvido, em uma entrevista pré-gravada exibida nesta segunda na convenção Soccerex Global.

"Essa foi, na minha opinião, a melhor Copa do Mundo que já vi em termos de qualidade do futebol e do ambiente criado em todas as cidades, em todos os estádios", disse o dirigente.

A preparação do Brasil para o Mundial foi dominada por temores de que os protestos violentos que aconteceram em várias cidades do país durante a Copa das Confederações em junho de 2013 pudessem se repetir durante a Copa do Mundo, além de preocupações com atrasos nas obras de estádios e infraestrutura.

Mas Blatter afirmou: "Havia uma dúvida sobre uma repetição da agitação social, mas eu acreditava e previa que quando a Copa do Mundo começasse, a nação brasileira estaria totalmente envolvida com o esporte. E isso aconteceu."

"Foi uma Copa do Mundo ótima e brilhante. Eu não estava preocupado com a construção dos estádios, porque essa é minha 10ª Copa do Mundo trabalhando na Fifa e sempre há um problema de última hora a ser resolvido", afirmou.

Blatter também elogiou os treinadores das seleções que disputaram o Mundial devido à forma como as equipes jogaram.

"Temos que dar os cumprimentos aos treinadores porque eles jogaram para vencer. Em Copas do Mundo passadas eles não queriam perder",

 
Presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante entrevista coletiva no Maracanã. 14/07/2014  REUTERS/Pilar Olivares