Fifa volta a cogitar Copa do Mundo de 2022 em janeiro

segunda-feira, 8 de setembro de 2014 14:38 BRT
 

Por Brian Homewood

BERNA (Reuters) - A Fifa reacendeu a possibilidade de realizar a Copa do Mundo de 2022 nos meses de janeiro e fevereiro, mesmo após o presidente da entidade, Joseph Blatter, ter descartado a ideia no ano passado.

Uma força-tarefa da Fifa, organizada especificamente para tomar uma decisão definitiva sobre a questão, debateu, durante reunião na sede da entidade nesta segunda-feira, três possíveis períodos do ano para realização do torneio.

O Catar foi escolhido como sede do Mundial com o amplo entendimento de que o torneio seria disputado no verão (local), apesar do calor no país no meio do ano.

Embora o Catar tenha insistido na viabilidade da Copa do Mundo graças às tecnologias de arrefecimento que está desenvolvendo para os estádios, áreas de treinamento e zonas para torcedores, ainda há uma preocupação grande sobre a saúde dos jogadores e torcedores estrangeiros.

"As discussões se centraram em torno da Copa do Mundo da Fifa no Catar em 2022, e os participantes foram apresentados com informações sobre as implicações de realizar o evento no inverno ao invés do verão, como proposto pelo comitê executivo da Fifa", disse a Fifa em comunicado.

"As opções de janeiro/fevereiro de 2022 e novembro/dezembro de 2022 foram colocadas como alternativas a junho/julho de 2022, e as reações iniciais foram recebidas", acrescentou.

Em novembro do ano passado, Blatter descartou categoricamente uma Copa no inverno, o que coincidiria com a Olimpíada de Inverno.

"A Copa do Mundo da Fifa só pode ser jogada em novembro/dezembro de 2022, de nenhuma maneira vai ser disputada em janeiro/fevereiro", disse Blatter na época, durante coletiva de imprensa em Abu Dhabi.   Continuação...

 
Secretário-geral do comitê organizador da Copa do Mundo de 2022 no Catar,  Hassan Al-Thawadi (centro), durante anúncio do início das obras no estádio Al-Khor. 21/06/2014 REUTERS/Mohammed Dabbous