Dunga diz que portas da seleção não estão fechadas para Maicon

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 10:47 BRT
 

(Reuters) - O técnico Dunga garantiu que o lateral-direito Maicon pode voltar a ter chances na seleção brasileira apesar de ter sido cortado do amistoso de terça-feira contra o Equador por ter se reapresentado com atraso após uma folga ao jogadores da equipe nos Estados Unidos.

"Não podemos colocar nada como definitivo. Não sou eu que vou julgar um jogador de uma forma ou de outra. Todos nós temos sempre a segunda oportunidade", disse Dunga em entrevista coletiva após a vitória de 1 x 0 do Brasil sobre o Equador, em Nova Jersey.

"Eu não quero estar certo, eu quero ganhar. Aconteceu, estou no comando, tenho que tomar as decisões e o torcedor pode ter certeza que vamos tomar as melhores decisões para a seleção. Respeito o Maicon como homem, como jogador. As portas não estão fechadas para nenhum jogador", acrescentou.

Maicon, de 33 anos e remanescente do grupo que disputou a Copa do Mundo, foi a primeira escolha de Dunga para a lateral-direita no início de sua segunda passagem à frente da seleção, tendo trabalhado com o técnico também na Copa do Mundo de 2010.

O jogador foi titular na vitória de 1 x 0 sobre a Colômbia na sexta-feira, em Miami, mas se reapresentou com atraso para o jogo de terça-feira contra os equatorianos e foi cortado da equipe. Segundo reportagens, os jogadores tinham que retornar ao hotel da seleção no sábado à noite, mas Maicon só chegou no domingo de manhã.

Contra o Equador, Danilo jogou na posição de Maicon na equipe titular, enquanto o jogador da seleção sub-21 Fabinho, do Monaco, foi convocado para completar o grupo da seleção brasileira principal.

 
Lateral-direito Maicon antes de amistoso do Brasil contra a Sérvia em São Paulo. 06/06/2014 REUTERS/Nacho Doce