Juíza sul-africana absolve Pistorius da acusação de assassinato premeditado

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 07:50 BRT
 

PRETÓRIA (Reuters) - A juíza sul-africana Thokozile Masipa disse nesta quinta-feira que a promotoria não conseguiu provar que o atleta Oscar Pistorius cometeu um assassinato premeditado quando atirou em matou sua namorada, Reeva Steenkamp, no ano passado.

"O Estado não provou além de qualquer dúvida razoável que o acusado é culpado de assassinato premeditado. Simplesmente não há fatos suficientes para sustentar essa conclusão", disse ela.

A promotoria disse que Pistorius matou Reeva em 14 de fevereiro do ano passado depois de uma discussão acalorada. O ex-astro dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos alegou que foi um trágico acidente, pois atirou depois de confundi-la com um invasor.

(Reportagem de Joe Brock e Helen Nyambura