Tenista chinesa Na Li anuncia aposentadoria por problemas no joelho

sexta-feira, 19 de setembro de 2014 09:30 BRT
 

Por Ben Blanchard

PEQUIM (Reuters) - A tenista chinesa Na Li, a única asiática a ter conquistado um título de Grand Slam, anunciou sua aposentadoria do esporte nesta sexta-feira, sucumbindo aos efeitos de seguidas lesões no joelho.

Campeã de Roland Garros em 2011 e atual detentora do título do Aberto da Austrália, Li disse que os problemas no joelho, que a afetaram ao longo de toda carreira, a impediram de recuperar o auge da forma física.

"A tarefa de finalmente tomar a decisão de pendurar minha raquete foi muito mais difícil do que vencer sete jogos seguidos no calor da Austrália", disse ela em carta publicada em sua página no Facebook.

"Foram necessários vários meses agonizantes para finalmente chegar à decisão de que minhas lesões crônicas nunca mais vão me deixar ser a tenista que eu posso ser", afirmou.

"Me afastar do esporte, com efeito imediato, é a decisão certa para mim e minha família", acrescentou.

Na Li, de 32 anos, chegou a ocupar o número dois do ranking mundial, mas os problemas físicos a forçaram a desistir do Aberto dos EUA deste ano, levando a especulações de que sua carreira estaria perto do fim.

"A maioria das pessoas no mundo do tênis sabe que a minha carreira tem sido marcada por meu problemático joelho direito. A faixa preta que uso sobre ele quando piso na quadra se tornou a minha marca de nascimento no tênis. Apesar de a faixa completar meu look no tênis, os problemas no joelho têm, por vezes, tomado a minha vida", disse.

"Depois de quatro cirurgias no joelho e de centenas de injeções semanais no joelho para aliviar o inchaço e a dor, meu corpo está me implorando para acabar com o sofrimento", acrescentou.

Durante a carreira, a chinesa conquistou nove título de torneios da WTA e recebeu mais de 16 milhões de dólares em prêmios, valor superado amplamente por seus contratos comerciais.

Segundo a revista Forbes, Na Li tinha ganhos anuais de 23,5 milhões de dólares, o que a colocava como a segunda atleta com maior receita no mundo.

 
Chinesa Na Li, que anunciou aposentadoria, após partida em Wimbledon este ano. 23/06/2014 REUTERS/Stefan Wermuth