Derrota em Paris reduz chance de Federer encerrar o ano no topo

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 18:10 BRST
 

PARIS (Reuters) - As esperanças que Roger Federer tinha de encerrar a temporada como número um do mundo sofreram um golpe nesta sexta-feira, quando o segundo cabeça de chave suíço foi eliminado das quartas de final do Masters de Paris pelo canadense Milos Raonic em parciais de 7-6(5) e 7-5.

O sétimo cabeça de chave Raonic fez 21 aces e manteve vivo o sonho de garantir uma vaga no ATP World Tour Finals de Londres, torneio que encerra a temporada e para o qual Tomas Berdych se classificou mais cedo com uma vitória em 6-7(4), 6-4 e 6-4 sobre o sul-africano Kevin Anderson.

Federer, de 33 anos, tinha diminuído a diferença de pontos que o distancia do atual primeiro do ranking, Novak Djokovic, nas últimas semanas, e vai torcer para que o britânico Andy Murray derrote o sérvio e defensor do título de Paris em sua partida de quartas de final.

“Milos jogou bem. Como disse, sempre achei que a coisa vai ser decidida em Londres”, afirmou Federer, que bateu Raonic na semifinal de Wimbledon este ano, em uma coletiva de imprensa.

“Não importa se eu for o número um no final deste ano ou uma ou duas semanas mais tarde no ano que vem. De qualquer maneira, Novak parece em boa forma.”

Federer, eliminado uma rodada mais cedo em Paris do que no ano passado, está 490 pontos atrás de Djokovic no ranking, mas ainda pode reduzir a vantagem nas quadras londrinas.

Também nesta sexta-feira, o quinto cabeça de chave Berdych foi o sexto tenista a agendar uma passagem para o último torneio do ano com os oito melhores da temporada entre os dias 9 e 16 de novembro.

Agora ele enfrenta Raonic, que vê o resultado diante do maestro suíço como seu melhor até hoje. “Levando em conta as circunstâncias, acho que foi minha maior vitória”, disse aos repórteres.

(Por Julien Pretot)

 
Federer perde para Raonic em Paris nesta sexta-feira.   REUTERS/Benoit Tessier