Chile quer sediar Copa do Mundo de 2030; Argentina nega interesse

terça-feira, 4 de novembro de 2014 17:40 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - O Chile está interessado em sediar a Copa do Mundo de 2030 e a Argentina não irá se candidatar ao evento, disse um jornal chileno nesta terça-feira.

O presidente da Associação Nacional de Futebol Chilena (ANFP), Sergio Jadue, reeleito na segunda-feira, disse que seu país conversou com a Fifa sobre a ideia de realizar a competição, sozinho ou com o Uruguai.

Jadue já tinha expressado o interesse do Chile no Mundial de 2030, aproveitando a experiência de sediar a Copa América do ano que vem e a Copa do Mundo Sub-17.

A Argentina também foi cogitada como possível anfitriã de 2030, mas Miguel Ángel Silva, vice-presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), descartou a hipótese.

“A Argentina não está pensando na Copa do Mundo de 2030. Nem sequer a cogitamos ainda. Se você me perguntasse concretamente, a Argentina não irá se candidatar a organizar a Copa do Mundo”, disse ele, segundo o jornal chinelo La Tercera.

O Mundial de 2030 irá marcar o centenário do torneio realizado a cada quatro anos. A Copa de 1930 foi sediada e conquistada pelo Uruguai, e muitas pessoas gostariam de ver a competição voltar à América do Sul em comemoração a seu centésimo aniversário.

O Chile organizou o Mundial de 1962.

(Por Rosalba O'Brien)

 
Manifestantes com bandeiras chilenas durante protesto em Santiago. 04/09/2014 REUTERS/Ivan Alvarado