COI pode aprovar mudanças para Jogos Olímpicos na semana que vem

sábado, 6 de dezembro de 2014 12:10 BRST
 

MÔNACO (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) irá rever instantaneamente as Olimpíadas de Inverno de Pyeongchang, em 2018, e de verão em Tóquio, em 2020, se AS mudanças forem aprovadas em uma sessão NA semana que vem, disse o presidente da entidade Thomas Bach.

O COI reuniu 40 recomendações -a chamada Agenda 2020- que apresentam a maior mudança do movimento olímpico em décadas, e a sessão votará na segunda-feira, em Monaco.

Há muito tempo, Tóquio quer acrescentar o beisebol e o softball ao programa, enquanto o COI propõe mudanças mais rápidas aos esportes dos Jogos, permitindo que modalidades não-olímpicas entrem mais rapidamente que o período de espera de sete anos exige.

Para Pyeongchang, com vários problemas de arenas e uma discussão interna sobre o orçamento, um projeto de revisão lidaria com essas questões e a possível realocação de alguns esportes para locais diferentes dos inicialmente planejados.

"Estamos discutindo com os dois comitês organizadores sobre as potenciais oportunidades que a Agenda Olímpica 2020 oferece", disse Bach.

"Se as mudanças (Agenda 2020) forem aprovadas, e houver mais flexibilidade, então vamos começar a implementar isso imediatamente".

Entre as mudanças na Agenda 2020, está a redução dos custos para receber os Jogos, porque permite o uso de ginásios e arenas já existentes, o uso de instalações em países vizinhos, se fizer sentido do ponto de vista financeiro e geográfico, e a inclusão de mais esportes.

"Haverá revisão dos projetos das duas cidades organizadoras (Tóquio e Pyeongchang) em janeiro e fevereiro para coordenar com isso e veremos o que a Agenda 2020 significa para a organização dos Jogos", disse o alemão Bach, que assumiu o COI em 2013.

(Reportagem de Karolos Grohmann)