Finais da natação tarde da noite na Rio 2016 são alvo de críticas

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 14:48 BRST
 

Por Sam Holden

LONDRES (Reuters) - Os planos de realizar as finais da natação nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro no final da noite são "ultrajantes", disse o técnico da equipe inglesa de natação, Jon Rudd, se juntando a uma campanha contra esse plano.

A agenda definitiva de competições ainda não foi oficialmente aprovada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), mas a entidade já anunciou que os planos para realizar provas valendo medalha já foram aprovados para atender ao horário da televisão norte-americana.

O plano, que colocaria o início de algumas finais às 22h para maximizar a audiência nos Estados Unidos, já provocou críticas do presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates, que disse que o horário implicaria uma "exigência não razoável" aos atletas.

Rudd juntou sua voz à campanha "Diga Não à Natação Noturna", que está ganhando força entre atletas e treinadores ao redor do mundo.

"É ultrajante. A melhor maneira de descrever isso é desrespeitosa com os atletas, desrespeitosa com o evento e ao que a Olimpíada significa", disse ele ao site swimvortex.com.

Rudd, que também treina a nadadora lituana Ruta Meilutyte, campeã olímpica dos 100 metros nado peito, disse que haverá questões sérias provocadas pelo horário noturno das finais.

"Se você está me perguntando se é a decisão correta, se os nadadores foram consultados e se o desempenho dos atletas foi levado em conta ao se tomar essa decisão, então não", disse.

"Agora, vamos ter que viver com isso, mas é uma vergonha que essa tenha sido a decisão a qual chegamos como esporte", acrescentou.   Continuação...

 
Mascote dos Jogos Olímpicos de 2016. 24/11/2014 REUTERS/Pilar Olivares