Veja as principais mudanças aprovadas pelo COI para as Olimpíadas

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 17:44 BRST
 

Por Karolos Grohmann

MÔNACO (Reuters) - A seguir estão algumas das principais alterações que o Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou para futuras Olimpíadas em sua sessão desta segunda-feira em Mônaco:

- Programação esportiva: será baseada em eventos, e não em esportes, o que significa que mais do que os atuais 28 esportes olímpicos podem ser incluídos em futuras edições, contanto que o número total de atletas (10.500) e eventos (cerca de 310) não aumente.

O beisebol e o softball, que foram eliminados dos Jogos depois da Olimpíada de Pequim em 2008, agora são fortes candidatos a um retorno na edição de Tóquio, em 2020.

O COI também irá estabelecer laços mais estreitos com ligas esportivas profissionais para garantir que os melhores atletas de cada esporte participem dos Jogos. Há tempos o hóquei no gelo luta para convencer sua liga a dividir a temporada de forma que seus melhores jogadores possam competir na Olimpíada.

- Candidatura das sedes olímpicas: os pré-requisitos do COI para cidades candidatas a sede serão suavizados, e as pretendentes serão estimuladas a ver como seus planos se ajustam a uma candidatura olímpica em potencial.

O COI ainda irá convidar sedes em potencial, antes de sua candidatura oficial, a discutir seus planos de maneira a evitar que desistam de concorrer, como aconteceu no caso da Olimpíada de Inverno de 2022, no qual quatro das seis concorrentes retiraram suas propostas no meio do processo.   Continuação...

 
Policial caminha perto de anéis olímpicos em Mônaco. 08/12/2014.  REUTERS/Eric Gaillard