Mourinho diz que Cech seguirá no Chelsea e não tem nada a provar

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 15:39 BRST
 

Por Sam Holden

LONDRES (Reuters) - O goleiro Petr Cech não deixará o Chelse na janela de transferências de janeiro e não tem nada a provar às vésperas de sua primeira partida como titular pelo Campeonato Inglês nesta temporada contra o Hull City, disse o técnico José Mourinho.

O goleiro da seleção da República Tcheca foi o titular do gol do Chelsea nos últimos 10 anos até Thibaut Courtois, que voltou de empréstimo do Atlético de Madri, tomar seu lugar no início da temporada.

Há especulação na imprensa de que Cech pode deixar o Chelsea em janeiro em busca de atuar como titular em outra equipe.

Mourinho, no entanto, quer que Cech fique e está apoiando o goleiro de 32 anos, que volta ao gol da equipe por conta de lesão sofrida por Courtois.

"Não acha que seja possível (a saída de Cech)", disse Mourinho em entrevista coletiva nesta sexta-feira. "Li há algumas semanas que o agente dele disse que não há nenhuma chance de ele deixar o Chelsea em janeiro", acrescentou.

"Isso, somado ao fato de que não tenho informação de nenhuma oferta por ele, me faz acreditar 100 por cento que ele fica... Já escalamos Petr em três partidas da Liga dos Campeões. Ele não precisa provar algo. É uma situação simples para ele. Vá e jogue", disse.

"O gol é o hábitat natural dele, não o banco. É muito confortável para mim, para os jogadores, para os torcedores saber que nosso goleiro no sábado será Petr Cech", acrescentou Mourinho.

Após sofrer sua primeira derrota na temporada no último fim de semana contra o Newcastle United, o Chelsea jogará também com o desfalque do meia Cesc Fábregas na tentativa de retomar o caminho das vitórias contra o Hull em Stamford Bridge.   Continuação...

 
Técnico José Mourinho durante entrevista em Cobham, sul da Inglaterra. 9/12/2014 REUTERS/Stefan Wermuth