14 de Dezembro de 2014 / às 19:03 / 3 anos atrás

A derrota é o retrato da temporada do Liverpool, diz o técnico Brendan Rodgers

LONDRES (Reuters) - A derrota inapelável do Liverpool por 3 x 0 para o seu arquirrival Manchester United, neste domingo, pelo Campeonato Inglês, é o retrato da temporada do time, de acordo com o técnico Brendan Rodgers, que ainda procura a “solução” para os problemas de sua equipe.

Mesmo jogando no Old Trafford, casa do adversário, o Liverpool tinha maior posse de bola, mas não conseguiu transformar as inúmeras chances que teve em gols e parou nas mãos de um inspirado David De Gea.

O United por outro lado foi cirúrgico e infalível quando teve a oportunidade, expondo as feridas de seu adversário que vem sofrendo no meio da tabela da competição.

Wayne Rooney abriu o placar para os anfitriões aos 12 minutos de jogo, Juan Mata de cabeça ampliou a vantagem, embora estivesse em posição de impedimento, faltando cinco minutos para o intervalo.

Robin van Persie aproveitou a falha de Dejan Lovren e marcou o terceiro aos 26 da etapa final para selar a vitória, a sexta consecutiva do United no Inglês.

Vice-campeão na temporada passada, o Liverpool agora tem sete derrotas no Campeonato Inglês e está 18 pontos atrás do líder Chelsea, depois de 16 jogos.

Seus 21 pontos representam sua pior pontuação nesta fase da temporada desde a campanha 1964/65.

“Acho que fizemos o bastante para vencer o jogo, isso realmente caracteriza a nossa temporada. Vou continuar procurando as soluções”, afirmou Rodgers ao Sky Sports.

“Tem sido difícil este ano, mas é assim que funciona. Está claro que não marcamos nem criamos gols suficientes.”

A regressão do Liverpool nesta temporada tem sido tão dramática quanto sua progressão na temporada passada.

Seus problemas são muito óbvios.

O time não tem um goleiro líder, um zagueiro líder e sente a falta de um atacante capaz de fazer os gols que eram marcados por Luis Suárez, que foi para o Barcelona, ou pelo contundido Daniel Sturridge.

Neste domingo, Rodgers optou por não jogar com um atacante de peso e deixou todo o peso nas costas do jovem Raheem Sterling, de apenas 20 anos.

Sterling é, sem dúvida, um talento, mas contra De Gea, indiscutivelmente melhor goleiro do campeonato, ele foi frustrado inúmeras vezes e não conseguiu provar que é capaz de ocupar o vazio deixado no ataque do time.

“Hoje, nós criamos oportunidades que não temos criado”, acrescentou Rodgers. “Nós também cometemos erros defensivos e isso custou caro. Temos apenas de continuar trabalhando. Nós viemos aqui na temporada passada e o placar foi o inverso.”

“Hoje, fomos o melhor time no primeiro tempo, mas não podemos ceder os gols que cedemos.”

Rodgers afirmou que “não sente nenhuma pressão adicional” depois da derrota, mas que enfrentará um teste pela Copa da Liga no segundo jogo contra o Bournemouth, líder da segunda divisão inglesa, na quarta-feira, antes de pegar o Arsenal, fora de casa, no próximo final de semana. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below