Técnico e jogadores são citados em caso de manipulação de resultados na Espanha

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014 17:36 BRST
 

Por Iain Rogers

MADRI (Reuters) - O técnico da seleção japonesa, Javier Aguirre, o meio-campista do Manchester United Ander Herrera, o capitão do Atlético de Madri, Gabi, e outras 38 pessoas foram citadas em um suposto caso de manipulação de resultados em uma partida do Campeonato Espanhol na temporada 2010-2011.

O promotor anticorrupção da Espanha entregou o caso a um tribunal de Valência nesta segunda-feira após uma investigação sobre a vitória do Real Zaragoza por 2 x 1 sobre o Levante na última rodada daquela temporada, resultado que salvou o Zaragoza do rebaixamento.

O mexicano Aguirre era o técnico do Zaragoza na ocasião, enquanto os espanhóis Gabi e Herrera jogavam pelo clube.

Gabi marcou pelo Zaragoza aos 38 minutos do primeiro tempo e aos 28 do segundo no estádio Ciutat de Valencia, do Levante, e o atacante uruguaio Christian Stuani, atualmente no Espanyol, diminui para o time da casa a 10 minutos do final.

O ex-presidente do Zaragoza Agapito Iglesias e o próprio clube também foram citados, assim como o restante dos jogadores dos dois times.

No documento enviado ao tribunal e publicado nesta segunda-feira, o promotor alega que os jogadores do Levante receberam um total de 965 mil euros (1,2 milhão de dólares) em dinheiro para deliberadamente perderem a partida.

De acordo com o promotor, o Zaragoza primeiro fez transferências bancárias para seus jogadores e representantes, incluindo Aguirre, Herrera e Gabi, e eles então sacaram o dinheiro em espécie de suas contas e repassaram para os atletas do Levante.

A manipulação de resultados, particularmente durante a luta contra o rebaixamento no fim da temporada, tem sido alvo de suspeitas na Espanha. O ex-presidente do Deportivo La Coruña Augusto Cesar Lendoiro, cuja equipe foi rebaixada na última rodada da temporada 2010-2011, sugeriu em maio do ano passado que a manipulação de resultados estava disseminada no Campeonato Espanhol.

A questão foi catapultada às manchetes em fevereiro do ano passado quando os investigadores disseram ter descoberto evidências de que centenas de jogos tanto no nível de clubes quanto no de seleções foram manipuladas ao redor do mundo em um esquema de apostas dirigido de Cingapura.

O juiz responsável pelo caso em Valência terá agora de decidir se prossegue com o caso.

 
Técnico do Japão, Javier Aguirre, durante entrevista coletiva em Tóquio, nesta segunda-feira. 15/12/2014 REUTERS/Thomas Peter