San Lorenzo reclama com Fifa por excesso de partidas em Marrakech no Mundial de Clubes

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 11:44 BRST
 

MARRAKECH, Marrocos (Reuters) - O San Lorenzo, campeão da Copa Libertadores, vai reclamar à Fifa nesta terça-feira sobre uma mudança no calendário de partidas que o clube argentino considera que vai prejudicar o gramado onde será disputada sua semifinal da Copa do Mundo de Clubes.

A mudança transfere a semifinal entre o Real Madrid, campeão europeu, e o Cruz Azul, campeão da Concacaf, de Rabat para Marrakech no dia anterior à partida entre os argentinos e o Auckland City, campeão da Oceania, marcada para o mesmo estádio.

"Amanhã (terça-feira) vamos levar uma reclamação formal à Fifa por causa da mudança na programação da Copa do Mundo de Clubes", anunciou o presidente do San Lorenzo, Matias Lammens, na segunda-feira.

"É evidente que o estado do campo de jogo após três partidas em 24 horas vai ser muito ruim, e isso claramente prejudica o San Lorenzo", acrescentou o dirigente em sua conta no Twitter.

A Fifa decidiu pela modificação no domingo, após o mexicano Cruz Azul derrotar o campeão asiático, West Sydney Wanderers, em um campo de Rabat encharcado pelas quartas de final.

O calendário agora tem todas as partidas restantes marcadas para Marrakesh, com o jogo entre o Real e o Cruz Azul previsto para terça, e a disputa pelo quinto lugar para quarta, antes da partida entre San Lorenzo e Auckland.

O técnico Edgardo Bauza pediu a Lammens para fazer a reclamação, segundo publicou o jornal La Nación nesta terça.

"Se o Real Madrid tiver que jogar em nosso campo, que eles façam depois de nós", disse Bauza.

"Não está certo, quando o San Lorenzo jogar vai ser a terceira partida em Marrakech e o gramado vai estar uma bagunça... Além do mais, não para de chover", acrescentou o treinador.

A disputa pelo terceiro lugar e a final estão marcados para o sábado.

(Por Rex Gowar, em Londres)