Bolt se posiciona contra possíveis mudanças em programa de atletismo das Olimpíadas

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 10:37 BRST
 

Por Kayon Raynor

KINGSTON (Reuters) - O multicampeão olímpico Usain Bolt disse que os relatos de que a prova de 200 metros rasos está entre os cinco eventos sob risco de serem cortados do programa dos Jogos Olímpicos são "ridículos" e não devem acontecer.

Bolt, que tem seis medalhas olímpicas de ouro, respondeu a um artigo da australiana Fairfax Media, que disse que a prova vencida por ele nas duas últimas Olimpíadas é uma das cinco modalidades sob risco de sair da agenda dos Jogos.

"Normalmente não sou uma pessoa controversa, mas acho que isso é estupidez. Pessoalmente, o atletismo é o ponto alto de todas as edições das Olimpíadas, isso nem mesmo é uma questão", disse o corredor jamaicano à Reuters. 

"Então, quando você vai tentar retirar eventos do atletismo, é simplesmente ridículo e não acho que a Iaaf (Associação Internacional de Federações de Atletismo) deveria fazer isso."

O Comitê Olímpico Internacional (COI) votou na semana passada para aprovar um grande pacote de reformas que podem radicalmente mudar o mundo do esporte amador, mas não mencionou quais esportes ou eventos específicos podem ser cortados. 

A entidade que governa o atletismo mundial disse nesta semana que não deve ser dado crédito à "especulação não-fundamentada" sobre possíveis mudanças no programa de atletismo para os Jogos Olímpicos. 

 
Velocista jamaicano Usain Bolt durante evento promocional em Xangai. 1/09/2014. REUTERS/Stringer