21 de Dezembro de 2014 / às 20:03 / 3 anos atrás

Juventus encara o Napoli em busca de recorde na Supercopa da Itália

ROMA (Reuters) - A Juventus vai em busca do seu terceiro título consecutivo e sétimo no geral da Supercopa da Itália contra o Napoli, no estádio Jassim Bin Hammad em Doha, Qatar, na segunda-feira.

Os dois times já se encontraram duas vezes no desafio anual entre o campeão italiano e o vencedor da Copa da Itália, com uma vitória para Napoli e outra para Juventus. Desta vez, o Napoli quer vingar a última derrota no confronto.

Embora o time do sul da Itália tenha goleado a Juventus por 5 x 1 em seu único título de Supercopa, em 1990, quando Diego Maradona era a grande inspiração dos napolitanos, a Juve venceu um controverso duelo por 4 x 2 na final de 2012 na China.

Quando perdia por 2 x 1, o time de Antonio Conte conseguiu um pênalti aos 34 da segunda etapa em Pequim e o Napoli teve dois jogadores expulsos na sequência, além de marcar um gol contra na prorrogação.

O presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, ficou tão chocado com a arbitragem que não permitiu que o clube comparecesse à cerimônia de premiação, e agora os atletas devem receber a instrução de obter a vingança daquele dia.

"Nós sabemos como feri-los", disse o capitão do Napoli Marek Hamsik no domingo, um dia depois do empate sem gols com a Roma.

"Se jogarmos com a mesma intensidade que mostramos contra a Roma teremos boas chances de vencê-los. Geralmente não falhamos nesse tipo de jogo."

O Napoli venceu a Fiorentina por 3 x 1 para levar sua quinta Copa da Itália na última temporada e conquistar uma vaga no confronto anual da Supercopa contra o vencedor do scudetto italiano, que faz outra ótima temporada.

Líder do Italiano, a Juventus já assegurou também sua vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa e agora encara o Borussia Dortmund em dois jogos em fevereiro, de olho em mais um troféu.

TERCEIRO OBJETIVO

"Esse é o nosso terceiro objetivo na temporada, sob um ponto de vista cronológico", disse o sucessor de Conte no comando da Juventus, Massimiliano Allegri, em entrevista coletiva neste domingo.

"O primeiro objetivo é manter o primeiro lugar na tabela do Campeonato Italiano e o segundo era se classificar para a fase mata-mata da Liga dos Campeões."

A saída de Conte antes do início da temporada foi um choque, mas não mudou a rotina vitoriosa da Juve.

São três pontos à frente da vice-líder Roma, e 12 a mais que o terceiro colocado Napoli, que tranquilizam a Juventus em sua briga pelo quarto título seguido do Campeonato Italiano.

"Estávamos curiosos para ver o quão sólido nosso elenco era", disse o capitão e goleiro Gianluigi Buffon. "Queríamos mostrar que nossos resultados não dependiam de uma só pessoa."

"Nosso ex-treinador fez um trabalho incrível, mas sem o clube e o senso de responsabilidade que nós jogadores temos, seria impossível termos alcançado esses resultados."

No entanto, o Napoli sabe que qualquer coisa pode acontecer em uma final de 90 minutos e o treinador Rafa Benítez está confiante que sua equipe poderá surpreender a "Velha Senhora" do futebol italiano.

"É verdade que eles estão à frente na tabela, mas em uma final as únicas coisas que importam são a vontade, a força mental e a intensidade", disse Benítez em entrevista coletiva neste domingo.

Por Jacopo Lomonaco

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below