Bianchi continua inconsciente, mas começa terapia de reabilitação

terça-feira, 30 de dezembro de 2014 19:02 BRST
 

PARIS (Reuters) - O piloto francês de Formula 1 Jules Bianchi continua inconsciente, mas começou a ser submetido a um programa de terapia de reabilitação, disse a sua família em um comunicado nesta terça-feira.

Bianchi, que sofreu o pior acidente da F1 desde a morte de Ayrton Senna em 1994, quando bateu em um trator de resgate na pista molhada no Grande Prêmio do Japão em 5 de outubro, foi transferido para um hospital em Nice no mês passado.

"Foi um passo significativo e confortante para nós conseguir trazer Jules para casa na França no mês passado para que ele continue cercado por sua família e amigos. Isso é muito importante para Jules e também para nós", diz a nota. 

Bianchi tem sido tratado na Unidade de Tratamento Intensivo do Centro Hospitalar da Universidade de Nice e agora está na unidade de reabilitação do hospital.

"O status neurológico de Jules continua inalterado; ele está inconsciente, mas pode respirar sem auxílio de aparelhos", disse a família.

"Embora não haja informações significativas para relatar, nos confortamos com o fato de que Jules continua lutando, como sabíamos que faria."

Um relatório da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) afirmou neste mês que Bianchi não diminuiu suficientemente a velocidade sob bandeiras de aviso antes da colisão.

O relatório concluiu que o carro de Bianchi bateu a 126 quilômetros por hora e disse que os serviços médicos não cometeram falhas no atendimento à ocorrência.

(Por Toby Davis, em Londres)

 
O piloto de F1 da Marussia, o francês Jules Bianchi, concede entrevista coletiva no circuito de Suzuka, no Japão, em outubro, dias antes de sofrer um acidente grave. 02/10/2014 REUTERS/Yuya Shino