50 ligas seriam afetadas pela Copa do Mundo no inverno, diz técnico da Fifa

sábado, 10 de janeiro de 2015 14:31 BRST
 

(Reuters) - Pelo menos 50 ligas de futebol ao redor do mundo seriam afetadas negativamente se a Copa do Mundo de 2022, no Catar, fosse realizada em novembro e dezembro, disse o técnico que recomendou que o país não recebesse a Copa do Mundo à Reuters.

As ligas seriam menos prejudicadas se o Mundial fosse em janeiro e fevereiro, mas outras complicações tornam isso difícil, diz Harold Mayne-Nicholls, chefe da investigação técnica da Fifa das Copas de 2018 e 2022, que considerou o Catar o candidato mais arriscado para 2022.

"Considerando que a Comissão Médica da Fifa já determinou que não é seguro jogar na tradicional janela de junho e julho, há três alternativas", diz agora.

"Sediar o torneio em novembro e dezembro, mas, como o Natal é geralmente comemorado em muitas partes do mundo, seria ilógico que a Copa do Mundo fosse concluída depois de 22 de dezembro, uma quinta-feira.

"Como o torneio dura 31 dias, tem que começar na terça-feira, 22 de novembro".

"E considerando o mínimo de 15 dias de preparação para as equipes, significa que as ligas ao redor do mundo deveriam parar suas atividades em 6 de novembro para que os jogadores fossem liberados para a preparação e depois jogar pelas seleções".

"Isso é um dilema. Nas últimas duas Copas do Mundo, jogadores de 52 ligas diferentes participaram da África do Sul e de 51 no Brasil. Dessas, apenas a do Canadá não joga em novembro".

"Obviamente, optar por essas datas prejudicaria pelo menos 50 ligas".