Busquets nega suposto desentendimento entre Messi e Luis Enrique

terça-feira, 13 de janeiro de 2015 14:36 BRST
 

BARCELONA (Reuters) - O volante do Barcelona Sergio Busquets se tornou o mais recente jogador da equipe a garantir que tudo está bem no ambiente do clube, apesar de relatos de desentendimento entre o atacante argentino Lionel Messi e o técnico Luis Enrique.

Messi provocou surpresa na segunda-feira ao dizer em entrevista coletiva antes da entrega dos prêmios Bola de Ouro que não sabe onde vai estar jogando no próximo ano, aumentando as especulações de que pode estar em busca de sair do clube após suposta diferença com Luis Enrique.

Messi mais tarde esclareceu os comentários e disse que não tem intenção de sair. Nesta terça, Busquets afirmou em entrevista coletiva que o relacionamento entre o técnico e os jogadores é "bom" em geral.

"É um bom relacionamento, de máximo respeito, acatando as decisões, e para mim está tudo normal", disse Busquets.

Ele disse que Messi usou uma frase típica entre jogadores de futebol, que ninguém pode dizer o que acontecerá no futuro, e destacou a importância do jogador argentino para o clube.

"Ele é responsável por seu futuro, mas para nós é vital que ele esteja aqui", acrescentou Busquets. "Além disso, ele disse que não quer sair."

A aparente insatisfação de Messi com o estilo de trabalho e as táticas de Luis Enrique levaram a especulações recentes sobre uma possível transferência para Chelsea ou Manchester City, e a televisão da Catalunha chegou a dizer que o jogador teria pedido a demissão do técnico.

Messi, de 27 anos e que chegou às divisões de base do Barça aos 13, negou essas reportagens após uma vitória por 3 x 1 sobre o Atlético de Madri no Campeonato Espanhol, dizendo que eram "mentiras".

Messi ficou em segundo lugar na Bola de Ouro, atrás do atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que venceu o prêmio pela terceira vez.

(Por Iain Rogers)

 
Técnico do Barcelona, Luis Enrique, observa atacante Lionel Messi durante treino no centro de treinamento da equipe nos arredores de Barcelona. 05/08/2014 REUTERS/Albert Gea