18 de Janeiro de 2015 / às 16:18 / 3 anos atrás

Modric deve voltar em um mês ao Real Madrid, diz Ancelotti

MADRI (Reuters) - O Real Madrid deve contar com o meio-campista croata Luka Modric, lesionado, somente daqui a um mês, disse o treinador Carlo Ancelotti neste domingo, sugerindo que ele pode estar disponível para o duelo entre o atual campeão da Liga dos Campeões da Europa e o Schalke 04, válido pela partida de ida das oitavas de final da competição europeia. 

Modric lesionou um músculo da coxa em confronto das eliminatórias da Euro 2016 entre Croácia e Itália em novembro, e em seu lugar no time titular do Real tem jogado o meia espanhol Isco. 

Embora Isco tenha jogado bem e conte com o prestígio da torcida, a volta de Modric dará ânimo ao time e sua presença acrescenta mais qualidade na posse de bola.

O Real joga a partida de ida contra o Schalke 04 no dia 18 de fevereiro e recebe o time alemão para o duelo da volta no dia 10 de março.

"Modric precisa mais ou menos de um mês", disse Ancelotti em entrevista coletiva depois da vitória do líder do Campeonato Espanhol por 3 x 0 sobre o Getafe neste domingo.

A vitória fácil no Coliseu, graças a dois gols de Cristiano e um de Gareth Bale, deixa o time de Madri quatro pontos à frente do vice-líder Barcelona, que encara o Deportivo La Coruña ainda neste domingo.

O Real, que tem um jogo a mais, soma 45 pontos em 18 partidas, e enquanto o Barça tem 41.

A equipe de Ancelotti estabeleceu o recorde de vitórias consecutivas na Espanha com 22 partidas vencidas contando todas as competições no fim do ano passado, e só foi tropeçar no início de 2015 ao ser eliminada da Copa do Rei pelo Atlético de Madri. 

Também preocupou a derrota por 2 x 1 para o Valencia no Campeonato Espanhol, que suscitou dúvidas a respeito do time, se o Real não havia chegado ao seu ápice muito cedo na temporada. 

"Em parte, eu acho que a intensidade com que nós fechamos o ano era maior", disse Ancelotti.

"Mas pouco a pouco o time está voltando (ao melhor)", acrescentou o italiano, que levou o Real à sua décima coroa na Liga dos Campeões da Europa na temporada 2013-2014, justamente a primeira do treinador no cargo.

"Nós precisamos melhorar nossa pressão quando não temos a bola, pois no primeiro tempo não fizemos isso. O ritmo estava muito devagar."

Por Iain Rogers 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below