Nadal sobrevive em dia de grandes sufocos na Austrália

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 12:38 BRST
 

Por Ian Ransom

MELBOURNE (Reuters) - Rafael Nadal sentiu um mal-estar e precisou ir fundo em seu vasto repertório para se livrar do qualifier norte-americano Tim Smyczek e avançar para a terceira rodada do Aberto da Austrália nesta quarta-feira, em um dia de grandes sufocos para tenistas de destaque.

Suando bastante e sentindo tontura entre os pontos, o espanhol precisou aguentar até o quinto set sob os holofotes da quadra Rod Laver e quebrou o saque do norte-americano 112º do ranking mundial no 11º game, antes de fechar o jogo em 6-2, 3-6, 6-7(2), 6-3 e 7-5, em 4 horas e 12 minutos.

Nadal se ajoelhou na quadra azul para comemorar ter escapado de uma derrota inesperada no Melbourne Park.

"Foi uma noite muito difícil para mim (e)... um período difícil de sete meses sem competição", disse Nadal, que ficou longe das quadras por vários meses no segundo semestre de 2014 devido a lesões e problemas de saúde, em entrevista ao lado da quadra.

"Hoje estava um pouco úmido e me senti muito cansado depois de primeiro set, ao longo do jogo todo. O público fantástico me ajudou muito, então obrigado por isso", acrescentou o espanhol.

A quadra central foi cenário de jogos nervosos, mas Maria Sharapova manteve a cabeça fria apesar da temperatura acima dos 32 graus Celsius.

A tenista protagonizou um contra-ataque incrível para eliminar a compatriota russa Alexandra Panova, número 150 do ranking e jogando a partida mais importante de sua vida.

Com duas quebras atrás e perdendo de 4-1 no set decisivo, Sharapova se recuperou e salvou dois match-points até vencer por 6-1, 4-6 e 7-5.   Continuação...

 
Tenista espanhol Rafael Nadal comemora vitória sobre o norte-americano Tim Smyczek na segunda rodada do Aberto da Austrália, em Melbourne. 21/01/2015.  REUTERS/Thomas Peter