Futebol inglês está no caminho para recorde de demissões

sábado, 24 de janeiro de 2015 12:55 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Mais técnicos serão demitidos no Campeonato Inglês e na Liga de Futebol, a sua segunda divisão, do que jamais foram antes se a atual tendência continuar, de acordo com o relatório trimestral da Associação de Técnicos da Liga (LMA).

Até o fim de dezembro, 27 treinadores – mais de um quarto dos 92 clubes que integram as duas divisões do Inglês – foram demitidos por seus times. Já são três a mais do que na mesma fase da temporada passada.

Mais sete técnicos se demitiram ou se afastaram em comum acordo.

"Se a tendência continuar, estamos a caminho para ultrapassar o recorde de 46 demissões, estabelecido na temporada 2006-2007", informou o relatório da LMA.

"Os treinadores demitidos até agora na temporada permaneceram no cargo em média por apenas 1,04 ano."

As demissões no Campeonato Inglês estão seis abaixo da temporada passada. Apenas Neil Warnock, do Crystal Palace, e Alan Irvine, do West Bromwich Albion, foram mandados embora no Ano-Novo.

Doze clubes da segunda divisão demitiram seus treinadores até 31 de dezembro, com a média de permanência no cargo de 0,82 ano.

O Leeds United está com seu terceiro técnico na temporada, ao contratar Neil Redfearn em novembro, após demitir David Hockaday e Darko Milanic.

Cinco treinadores foram demitidos na terceira divisão do campeonato e oito, na quarta.

Arsene Wenger, do Arsenal, continua sendo o mais longevo, com 18,26 anos no cargo, enquanto Sam Allardyce, do West Ham United, é o segundo no Inglês, com 3,5 anos.

Harry Redknapp, do Queens Park Rangers, que também foi técnico do West Ham, Portsmouth e Tottenham Hotspur, detém o recorde de maior número de jogos comandados por um mesmo técnico com 1.383 partidas.