29 de Janeiro de 2015 / às 13:37 / 3 anos atrás

Murray derrota Berdych e vai à final do Aberto da Austrália

Murray comemora vitória sobre Berdych no Aberto da Austrália, em Melbourne. 29/1/ 2015Thomas Peter

MELBOURNE (Reuters) - Andy Murray superou um ótimo início de jogo de Tomas Berdych e conseguiu avançar para a final do Aberto da Austrália pela quarta vez na carreira com uma vitória, de virada, por 6-7(6), 6-0, 6-3 e 7-5, nesta quinta-feira.

Murray enfrentará na final o ganhador do duelo entre o primeiro cabeça de chave, Novak Djokovic, e o atual campeão em Melbourne, Stan Wawrinka, que se enfrentam na outra semifinal, na sexta-feira.

Essa é a primeira final de Grand Slam de Murray desde que derrotou Djokovic na final de Wimbledon, em 2013, e a oitava na carreira.

"Claro que foi decepcionante perder o primeiro set", disse Murray em entrevista ao lado da quadra. "Mas eu comecei a me sentir melhor e a encontrar meu ritmo de jogo, então fui mais agressivo no segundo set", afirmou.

"Tentei colocá-lo para correr mais, o que foi importante porque precisei mudar o jogo", acrescentou.

Berdych, de 29 anos, havia conseguido encerrar nas quartas de final uma sequência de 17 derrotas para Rafael Nadal e parecia a caminho de uma nova vitória no jogo contra Murray, que o levaria a sua segunda final de Grand Slam.

O tcheco, treinado por Dani Vellverdu -ex-integrante da equipe técnica de Murray- começou o jogo de forma brilhante e colocou o britânico em grandes dificuldades para conseguir confirmar seu próprio serviço.

Berdych concedeu apenas dois pontos em seus quatro primeiros games de serviço, até Murray conseguir se recuperar quando Berdych sacava em 5-3 e então o jogo foi para o tiebreak. O sétimo cabeça de chave venceu após salvar um set point do adversário.

Murray voltou para o segundo set mais motivado, aparentemente irritado com alguma coisa que Berdych disse durante a troca de lados, e fechou a segunda parcial em apenas 30 minutos, impondo ao tcheco seu primeiro set perdido no Melbourne Park neste ano.

Murray então quebrou no sexto game do terceiro set, quando Berdych desperdiçou uma vantagem de 40-0, e seguiu em frente para assumir o controle da partida, à medida que o adversário parecia cansado.

Berdych ainda correu atrás na quarta parcial e teve dois break points no sexto game, suas primeiras oportunidades de quebra na partida desde o primeiro set, mas Murray conseguiu se livrar do perigo.

Murray finalmente quebrou o serviço do adversário no 11º game e sacou na sequência para obter sua vaga na final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below