Japão demite Aguirre, técnico da seleção de futebol

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 14:25 BRST
 

Por Chris Meyers

TÓQUIO (Reuters) - O Japão demite o técnico da seleção nacional, Javier Aguirre, na terça por conta do medo de suposto envolvimento do mexicano com um caso de manipulação de resultados afetar a chance do time se qualificar para a próxima Copa do Mundo.

Embora Aguirre tenha negado qualquer atitude incorreta e jurado limpar seu nome após ser vinculado à uma investigação anticorrupção na Espanha, a Associação Japonesa de Futebol (JFA) disse não querer nenhuma distração para o time.

“Chegamos à conclusão que precisamos acabar esse contrato”, disse Kuniya Daini, chefe da JFA, durante entrevista coletiva ao vivo em uma rede japonesa de televisão.

A decisão da JFA de afastar Aguirre vem de informações da mídia que procuradores espanhóis estavam se preparando para indiciar o mexicano e outros que tiveram seus nomes envolvidos.

A investigação parte da vitória de 2 x 1 do Real Zaragoza em cima do Levante na última partida da temporada 2010/2011 da liga espanhola, na qual o Zaragoza, então comandado por Aguirre, ganhou e evitou o rebaixamento.

O procurador suspeita que os jogadores do Levante receberam um total de 965 mil euros para deliberadamente perder a partida.

Aguirre, ex-técnico do México e do Atlético de Madri, vem há tempos negando envolvimento na manipulação de resultados e se recusou a elaborar seu papel neste episódio durante a Copa da Ásia, que ocorreu no último mês, na Austrália.

A especulação sobre seu futuro se intensificou após o Japão sofrer uma derrota inesperada nos pênaltis para os Emirados Árabes Unidos nas quartas de final.   Continuação...