10 de Fevereiro de 2015 / às 13:12 / 3 anos atrás

Mau momento de Ronaldo prejudica o Real, enquanto Messi lidera recuperação do Barça

Atacante Cristiano Ronaldo, Real Madrid, durante jogo contra o Atlético. 07/02/2015 REUTERS/Juan Medina

MADRID (Reuters) - O atacante do Real Madrid Cristiano Ronaldo estava vivendo uma fase espetacular quando recebeu seu terceiro prêmio Bola de Ouro no mês passado, mesmo para os seus próprios altos padrões, e o time atual campeão europeu simplesmente voava alto.

Quatro semanas depois, o capitão da seleção portuguesa atravessa um mau momento, o Real Madrid foi eliminado pelo Atlético Madrid na Copa do Rei e a liderança no Campeonato Espanhol diminuiu para somente um ponto após a humilhante derrota por 4 x 0 também para os rivais.

Os alarmes estão tocando no clube mais rico do mundo, e o pressentimento de que a temporada está saindo do controle aumentou com a tempestade provocada nesta semana pela festa de 30 anos de Ronaldo horas depois da derrota no Vicente Calderón.

O maior rival do clube de Madri, o Barcelona, por outro lado, está numa sequência de nove vitórias em todas as competições, liderado pelo talismã do clube, Lionel Messi, que ficou em segundo lugar, atrás de Ronaldo, na votação da Bola de Ouro.

Messi, capitão da seleção argentina, já marcou ou deu assistência para 14 gols na liga espanhola em 2015, enquanto Ronaldo só marcou quatro vezes desde o começo do ano.

O português foi expulso por chutar um jogador do Córdoba na partida de 24 de janeiro na Liga Espanhola, e estava irreconhecível quando retornou para a partida de sábado após a suspensão de dois jogos.

A má forma de Ronaldo criou mais especulações sobre uma possível lesão, e o jornal El País informou que o atleta ainda sofre da tendinite no joelho esquerdo que o prejudica desde a Copa do Mundo no Brasil.

A mídia espanhola relatou que o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, fez uma reunião com o técnico Carlo Ancelotti e o elenco nesta semana para conter a crise.

O time ainda conta com desfalques de peças-chave por conta de lesões, como os zagueiros Sergio Ramos e Pepe e os meias Luka Modric e James Rodríguez.

A derrota de sábado foi a pior derrota desde o 5 x 0 sofrido para o Barcelona em novembro de 2010, e o clube vai precisar de uma melhora rápida para conseguir defender o título europeu nesta temporada.

O próximo jogo será em casa contra o Deportivo La Coruña, no sábado, antes de jogar as oitavas de final da Liga dos Campeões contra o clube alemão Schalke 04.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below