Polícia investiga nova acusação de racismo contra torcedores do Chelsea

sábado, 21 de fevereiro de 2015 11:11 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A polícia britânica está investigando uma segunda acusação de racismo envolvendo torcedores do Chelsea, depois de uma queixa de que homens voltando do jogo da Liga dos Campeões desta semana em Paris cantaram dizeres racistas na estação de St. Pancras, em Londres.

O incidente ocorreu no fim da quarta-feira, um dia depois de o Chelsea enfrentar o Paris Saint German, disse a polícia britânica de transporte.

"Estamos fazendo um apelo para que testemunhas se apresentem depois que um grupo de homens, que, acredita-se, eram torcedores do Chelsea voltando de Paris de trem, gritaram dizeres racistas na estação de St. Pancras", disse a polícia em comunicado.

O superintendente Gill Murray afirmou que o caso foi relatado por uma pessoa que estava revoltada com o comportamento dos homens viajando de Paris.

"Os homens gritaram enquanto caminhavam pela estação, tendo acabado de desembarcar do trem", declarou Murray.

Um dia antes, torcedores do líder do Campeonato Inglês foram filmados impedindo que um homem negro, identificado somente como Souleymane, embarcasse num trem do metrô, enquanto cantavam um refrão racista, antes do empate de 1 a 1 com o PSG.

O Chelsea, que barrou cinco torcedores de entrarem no seu estádio, declarou em comunicado após o incidente em Paris: "Estamos chocados com o que vimos."

"O clube gostaria de se desculpar com Souleymane pelo comportamento de um pequeno número de indivíduos e pelas ações imperdoáveis deles."

Policiais britânicos que ajudam a investigação francesa divulgaram imagens de três homens que supostamente participaram do incidente no metrô e fizeram um apelo público por informações para identificá-los.

(Por Stephen Addison)