Morata se diz feliz por retribuir aposta da Juventus

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 10:47 BRT
 

Por Jacopo Lomaco

(Reuters) - A transferência de Álvaro Morata para a Juventus valeu a pena para o espanhol, que formou uma excelente dupla de ataque com Carlos Tévez e conquistou a vaga titular que antes pertencia ao compatriota Fernando Llorente.

O jogador, de 22 anos, provavelmente estaria esquentando o banco de reservas se tivesse continuado no Real Madrid, enquanto na Itália tem 28 aparições em 34 jogos nesta temporada pelo time atual campeão da Série A.

"Aqui na Juventus eu sinto que confiam em mim", disse Morata a repórteres. "Nós conversamos muito, estudamos vídeos e tentamos criar jogadas para que eu possa melhorar. Todos mostram confiança em mim e eu quero os retribuir", completou.

Morata marcou o gol da vitória com um chute certeiro de trivela e ajudou na jogada que deu origem ao primeiro gol durante a vitória de 2 x 1 em cima do Borussia Dortmund pela Liga dos Campeões, na terça-feira.

"Álvaro precisava jogar", disse seu antigo técnico Carlo Ancelotti, do Real Madrid, para a Gazzetta dello Sport. "Ele é novo e sua vontade foi seguir para um clube onde pudesse achar continuidade. Ele teve muitas ofertas, mas sua decisão foi se juntar à Juventus", disse o treinador.

Morata começou devagar no novo clube, lesionando o joelho durante seu primeiro treino, em julho, mas, para o técnico Massimiliano Allegri, o jovem está claramente à frente de Llorente.

"O gol contra o Borussia é muito importante... mas tenho que continuar a treinar pesado se quero continuar marcando gols e ganhando", disse Morata.

A Juventus pagou 20 milhões de euros pelo jogador, que assinou um contrato de cinco anos. No entanto, o Real Madrid tem a opção de comprar o jogador de volta em 2016 por 30 milhões de euros.

"Eu sei que nós (Real Madrid) temos uma opção (...) mas eu acho que ele vai continuar jogando na Juventus. Ele é um atacante moderno, tem velocidade, ritmo e intensidade, ele é tranquilo na frente do gol e trabalha duro", disse Ancelotti.

 
Atacante da Juventus Álvaro Morata comemora gol contra o Milan em Turim. 07/02/2015 REUTERS/Giorgio Perottino