26 de Fevereiro de 2015 / às 20:49 / 3 anos atrás

McLaren sofre novo revés em último teste da pré-temporada; Massa é o mais veloz

Piloto da McLaren Jenson Button, no circuito de Jerez, na Espanha, em foto de arquivo. 02/02/2015 REUTERS/Marcelo del Pozo

BARCELONA (Reuters) - Em uma quinta-feira frustrante para a McLaren, Jenson Button só completou uma volta cronometrada no último teste da pré-temporada da Fórmula 1, acabando cedo com as esperanças de recuperação da equipe.

O diretor de prova da escuderia, Eric Bouillier, disse na semana passada que a equipe iria “se esforçar mais do que nunca” no Circuito da Catalunha depois que Fernando Alonso bateu e foi levado de helicóptero ao hospital.

Esforçar-se para voltar aos boxes ficou mais perto da verdade, embora não fosse o que o francês tinha em mente.

Em um dia no qual o brasileiro Felipe Massa foi o mais rápido com sua Williams de motor Mercedes após finalizar 103 voltas, as aflições da McLaren saltaram aos olhos quando Button terminou sua volta oito segundos mais lento.

O sueco Marcus Ericsson fez 122 voltas com sua Sauber e foi o segundo mais veloz com pneus super macios, enquanto a Mercedes teve problemas incomuns com sua unidade de energia e o bicampeão Lewis Hamilton só deu 48 voltas, comparativamente pouco.

Button começou aproveitando bem a aerodinâmica do carro, mas depois de só marcar tempo em uma de sete voltas notou uma vibração que exigiu uma demorada troca do motor Honda, que encerrou a participação da McLaren na quinta-feira.

Mas o campeão mundial de 2009 está acostumado com revezes e volta ao carro na sexta-feira, antes de o dinamarquês Kevin Magnussen assumir o volante para os dois últimos dias de teste.

Já Alonso não irá voltar ao assento até o primeiro treino oficial para o Grande Prêmio da Austrália, que inaugura a temporada no dia 15 de março, embora até isso continue sendo dúvida.

O chefe de equipe da McLaren, Ron Dennis, disse aos repórteres que seu piloto, que teve alta na quarta-feira depois de três noites em observação, está ansioso para retornar, mas que os médicos recomendaram repouso.

“Não consigo prever nenhuma razão que o impeça, mas não sou médico”, afirmou ele quando indagado se o bicampeão espanhol irá correr em Melbourne.

O acidente de Alonso desencadeou especulações consideráveis sobre o que realmente aconteceu, já que não foi flagrado pelas câmeras, e Dennis tentou silenciar algumas das teorias mais radicais em circulação.

“As pessoas estão dizendo que estamos escondendo, estamos fazendo isso e aquilo, e é pura invenção”, acrescentou ele, embora tenha admitido que sua escuderia tem um longo caminho a percorrer com a nova parceira Honda.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below