Brilhante, Coutinho decide na vitória do Liverpool sobre o City

domingo, 1 de março de 2015 13:08 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Dois lindos chutes colocados de fora da área de Jordan Henderson e Philippe Coutinho deram ao Liverpool a vitória por 2 x 1 em casa sobre o Manchester City em partida do Campeonato Inglês neste domingo, em mais um duro golpe nas pretensões do time de Manuel Pellegrini, que ainda briga pelo título.

Henderson, que foi aprovado em um tardio teste físico para poder entrar em campo, emendou um excelente chute com curva a 20 metros do gol que acertou o ângulo do goleiro Hart aos 11 minutos de jogo para dar a liderança aos Reds.

O City, que não vencia em Anfield há 12 anos, empatou com Edin Dzeko 14 minutos mais tarde, mas um momento de puro brilho do brasileiro Coutinho a 15 minutos do apito final foi suficiente para garantir a vitória ao Liverpool e aumentar a sequência invicta da equipe da casa para 11 partidas.

O gol, cruel, ameaça as chances do treinador Pellegrini e seu time, na segunda colocação, de defenderam o título no Campeonato Inglês.

Tendo diminuído em dois pontos a distância pro líder Chelsea na última semana, quando os Blues tropeçaram, os Citizens agora desperdiçaram a chance de fazer a diferença de cinco pontos cair ainda mais, já que o time de José Mourinho folga neste fim de semana do Campeonato Inglês para disputar a final da Copa da Liga inglesa com o Tottenham Hotspur em Wembley ainda neste domingo.

Já a vitória para o Liverpool significou ultrapassar o Southampton e assumir a quinta posição, com o quarto colocado Arsenal encarando o Everton também neste domingo.

O treinador dos Reds Brendan Rodgers expressou sua preocupação com a condição física de seu time antes da partida, já que os jogadores tiveram apenas dois dias de recuperação após a eliminação para o Besiktas na primeira fase eliminatória da Liga Europa na quinta-feira, com direito a prorrogação e disputa de pênaltis.

Mas, neste domingo, a equipe não exibiu efeitos colaterais da partida do meio de semana. Muito pelo contrário: já dominou o jogo com o City desde o início e só não saiu na frente aos 9 minutos porque o gol de Adam Lallana estufando as redes do City quase sem ângulo, foi anulado devido a impedimento do atleta do Liverpool.

Dois minutos depois, não houve dúvidas e Henderson pôs os Reds na frente do placar.   Continuação...