Atleta paralímpico tem prótese roubada em San Francisco

quinta-feira, 5 de março de 2015 19:14 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Um importante atleta amputado dos Estados Unidos que busca competir nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ficou afastado dos treinos depois que sua prótese de perna de 30 mil dólares foi roubada de seu carro, em San Francisco, disse ele nesta quinta-feira.

A prótese de corrida, que consiste em uma lâmina de fibra de carbono e titânio, foi especialmente concebida para permitir que Ranjit Steiner dobre a perna direita quando corre, explicou o atleta.

Steiner disse que estava dirigindo para o trabalho na terça-feira, data de seu 24º aniversário, quando percebeu que a janela traseira do carro foi amassada - aparentemente enquanto estacionado na rua durante a noite no distrito de Mission - e descobriu que seu computador portátil e prótese tinham sido roubados.

"Não há nenhum valor para quem não pode usar essa coisa", declarou ele sobre a perna artificial. "Eu sou a única pessoa que pode realmente usá-la. É personalizada."

Ele disse que espera que o seguro cubra a perda se a polícia não conseguir recuperar a perna roubada. Nesse meio tempo, ele tem uma segunda prótese que usa para andar e realizar funções diárias e montou uma perna atlética com peças de reposição que vai tentar usar para yoga, ciclismo, natação e musculação.

"Mas não é o mesmo treino que eu preciso fazer", disse ele, acrescentando que duvida que consiga voltar a treinar para a corrida de 200 metros antes de abril.