Títulos da Liga dos Campeões mostram que não tenho "mão frouxa", diz Ancelotti

sexta-feira, 6 de março de 2015 15:43 BRT
 

Por Tim Hanlon

BARCELONA (Reuters) - O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, afirmou nesta sexta-feira que conquistar três títulos da Liga dos Campeões prova que ele sabe ter o pulso firme com os jogadores quando necessário.

Apesar de o Real ter uma vantagem de dois pontos na ponta do Campeonato Espanhol, Ancelotti tem sido criticado pela queda de rendimento da equipe desde a pausa do fim do ano, e também foi acusado de ser muito frouxo com os atletas da equipe.

"Eu me senti respaldado pelo clube desde o primeiro dia que cheguei", disse Ancelotti, que assumiu o Real Madrid em 2013, tendo no currículo dois títulos da Liga dos Campeões pelo Milan, a repórteres.

"Tenho muita experiência. Sou treinador há muitos anos, e com essa minha mão frouxa já consegui conquistar três Ligas dos Campeões", acrescentou.

No fim do ano passado, a torcida se acostumou a ver goleadas avassaladoras do Real Madrid durante uma sequência de 22 vitórias consecutivas, mas o time perdeu o encanto em 2015 e houve descontentamento por parte dos torcedores após o empate por 1 x 1 com o Villarreal no fim de semana.

Em especial, a torcida ficou insatisfeita com a substituição do meia criativo Isco por Asier Illarramendi, quando houve um coro de vaias.

"Estou acostumado com críticas, essa não foi a primeira vez e também não será a última, mas isso não vai mudar minha atitude. Tenho confiança total no time e repito que faria a mesma substituição outra vez", disse Ancelotti.

O treinador reconheceu, no entanto, que o time precisa recuperar sua potência ofensiva.

"Temos achado mais difícil marcar gols, já que perdemos eficiência. Não estamos saindo com a bola da defesa com a rapidez necessária, e estamos achando difícil encontrar espaços quando os times defendem com firmeza."

 
O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, concede entrevista coletiva em Gelsenkirchen, na Alemanha. 17/02/2015 REUTERS//Ina Fassbender