McLaren minimiza perda de memória de Alonso

sexta-feira, 6 de março de 2015 15:54 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A McLaren confirmou que Fernando Alonso sofreu uma perda temporária de memória devido ao acidente sofrido no mês passado em um teste de pré-temporada da Fórmula 1, mas minimizou as reportagens da mídia dizendo que o bicampeão mundial teria esquecido que era um piloto de F1.

De acordo com o jornal espanhol El País, Alonso teria dito aos médicos que testavam sua memória quando recuperou a consciência: "Meu nome é Fernando, eu corro de kart. Quero ser um piloto de Fórmula 1."

O jornal disse na quinta-feira que o espanhol não conseguia se lembrar de nada depois de 1995.

O diretor da Mclaren, Eric Boullier, afirmou à emissora de TV Sky Sports, nesta sexta-feira, que Alonso sofreu uma "concussão normal" com uma perda temporária de memória.

"Não é tão dramático como você leu na mídia. Tudo está de volta ao normal", acrescentou.

Boullier disse que Alonso, que trocou a Ferrari pela McLaren no fim da temporada passada, está frustrado por não poder correr no GP de abertura da temporada, na Austrália, na próxima semana.

O francês acrescentou que Alonso passou por exames médicos para avaliar seu tempo de reação, e que tudo está normal.

Alonso, que passou três noites hospitalizado após o acidente em Barcelona, aparentemente fez uma brincadeira nesta sexta em alusão às reportagens sobre sua amnésia.

"Em poucos dias começa o campeonato e nós ficamos sem 'imaginação'. Eu proponho um jogo com RT (retuítes) para o mais criativo #ondevocêacordouhoje", escreveu Alonso aos seus dois milhões de seguidores no Twitter.

A McLaren informou que Alonso voltará ao carro da equipe no GP da Malásia, a segunda etapa da temporada.

 
Fernando Alonso, da McLaren, acena ao deixar hospital após acidente na Espanha. 25/02/2015.    REUTERS/Albert Gea