Bahrein e Brunei vão apoiar príncipe Ali para presidência da Fifa

terça-feira, 10 de março de 2015 10:29 BRT
 

(Reuters) - Bahrein e Brunei mostraram seu apoio ao príncipe da Jordânia, Ali bin al-Hussein, para destituir o incumbente Joseph Blatter da posição de presidente da Fifa.

A agência de notícias jordaniana Petra relatou nesta terça-feira que o rei de Bahrein, Hamad, e o príncipe de Brunei, Sufri, encontraram o príncipe Ali, vice-presidente asiático da Fifa, em Manana, para discutir sobre a eleição de maio.

De acordo com a agência, ambos homens asseguraram apoio de seus países ao príncipe.

Quatro candidatos estão na disputa pelo cargo máximo do futebol mundial na votação de 29 de maio, incluindo Blatter, que celebra seu aniversário de 79 anos nesta terça-feira.

Os outros dois são Michael van Praag, presidente da Associação Holandesa de futebol e o ex-jogador da seleção portuguesa Luis Figo.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já assinalou seu apoio a Blatter, que tenta o quinto mandato e é o favorito para ganhar a eleição.

É esperado que Blatter consiga maior parte dos votos da Ásia, África e América do Sul. A Uefa, que tem 53 dos 209 votos, ainda não declarou um candidato favorito.

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
Príncipe da Jordânia, Ali bin al-Hussein, durante reunião da CONMEBOL.    04/03/2015   REUTERS/Jorge Adorno