Recorde de gols de Ronaldo é ofuscado por atuação ruim do Real Madrid

quarta-feira, 11 de março de 2015 10:25 BRT
 

Por Iain Rogers

MADRID (Reuters) - Os dois gols de Cristiano Ronaldo podem tê-lo tornado o maior artilheiro da história da competição europeia, mas o atacante do Real Madrid saiu de campo incomodado na terça-feira com mais uma performance ruim do clube atual campeão europeu.

Câmeras de televisão capturaram Ronaldo com expressão de insatisfeito, balançando a cabeça negativamente e aparentemente falando "desgraça" para Karim Benzema pouco antes do fim da derrota por 4 x 3 contra o Schalke 04 no Santiago Bernabéu.

Com o resultado, o clube espanhol passou para as quartas de final com uma vitória de 5 x 4 no resultado agregado do confronto.

Os dois gols de cabeça de Ronaldo no primeiro tempo ajudaram o Real a manter viva a esperança de conquistar o 11º título europeu, e levaram o jogador ao recorde da competição com 78 gols, passando Lionel Messi (76) e ex-jogador do Real Raúl (77).

No entanto, estas jogadas fazem parte dos poucos momentos bons da performance em geral fraca que se mostra desde a derrota contra o Atlético Bilbao no fim de semana, que custou a liderança ao Real Madrid.

A partida contra o Schalke resultou na primeira derrota em casa na Liga dos Campeões em 22 partidas, desde abril de 2011, e os jogadores foram vaiados em campo pelos torcedores, muitos dos quais balançaram lenços brancos, sinal tradicional de descontentamento.

Ronaldo anunciou de forma áspera a repórteres que não iria falar com a mídia novamente até o final da temporada, deixando o capitão e goleiro Iker Casillas como responsável por tentar explicar a recente queda de rendimento do time.

"A equipe falhou novamente em chegar ao nível dos últimos meses, mas é importante perceber isto", disse o jogador da seleção espanhola. "Temos que entender que os torcedores do Real e hoje não estávamos no padrão do Real Madrid e das oitavas de final da Liga dos Campeões", acrescentou.

O Real Madrid tem pouco tempo para se organizar, com viagem para o clássico contra o Barcelona no dia 22 de março. O clube recebe o Levante no domingo, onde pode ficar quatro pontos a frente do maior rival, que joga no sábado.

 
Cristiano Ronaldo disputando bola com Marco Hoger durante partida entre Real Madrid e Schalke 04, em Madrid.  10/03/2015   REUTERS/Susana Vera