Hamilton vence GP da Austrália, o primeiro do ano; Felipe Nasr chega em quinto

domingo, 15 de março de 2015 10:30 BRT
 

Por Ian Ransom

MELBOURNE (Reuters) - Lewis Hamilton começou a defesa do seu título mundial com o pé direito ao conferir uma vitória arrasadora à Mercedes na primeira corrida da temporada da F1, o Grande Prêmio da Austrália, neste domingo.

Hamilton largou na pole position de um grid reduzido a apenas 15 carros de 20 possíveis, e teve uma vitória fácil, a 34ª de sua carreira, colocando 1.3s de distância sobre o vice-líder da prova, seu companheiro de escuderia Nico Rosberg.

Com a Mercedes passeando, Sebastian Vettel terminou em terceiro --34 segundos atrás de Hamilton-- em sua estreia na Ferrari após vencer a batalha pelo pódio com o brasileiro Felipe Massa, da Williams.

A alegria da Ferrari só não foi maior porque duas trocas atrapalhadas de pneu de Kimi Raikkonen forçaram o finlandês a se retirar da prova quando estava na quinta posição --o pneu esquerdo traseiro não foi prensado devidamente.

A Sauber, após uma semana de brigas judiciais, ganhou seus primeiros pontos na F1 desde 2013 com a quinta colocação do estreante brasileiro Felipe Nasr.

Foi o melhor resultado de um novato da Sauber, que ainda teve o outro piloto, Marcus Ericsson, terminando em oitavo. Carlos Sainz, da Red Bull, foi o nono.

O holandês Max Verstappen, batendo o recorde de piloto mais jovem na história da F1, com apenas 17 anos, deixou a corrida prematuramente ao reclamar de fumaça vindo do cockpit de sua Toro Rosso.

Somente 11 carros terminaram a prova. Entre os desistentes, os dois pilotos da Lotus, que deixaram a corrida ainda na primeira volta. O piloto da McLaren Kevin Magnussen, correndo no lugar do ausente Fernando Alonso, e o piloto da Red Bull Daniil Kvyat não conseguiram sequer largar devido a problemas constatados na volta de apresentação.   Continuação...