A Mercedes está deixando a F1 chata? Os rivais temem que sim

domingo, 15 de março de 2015 16:41 BRT
 

Por Julian Linden

MELBOURNE (Reuters) - Tão logo o carro da Mercedes cruzou a bandeira quadriculada no primeiro GP da temporada, na Austrália, neste domingo, os rivais começavam a pensar se o campeonato da Fórmula 1 em 2015 já estaria decidido.

Dominante em 2014, a Mercedes mostrou sua força mais uma vez com o bicampeão Lewis Hamilton conquistando vitória fácil, com o companheiro Nico Rosberg em segundo.

Com facilidade ao longo de 58 voltas e mais preocupada em poupar os pneus e o tanque de gasolina em vez de checar os retrovisores para conferir se os adversários estavam próximos, a Mercedes terminou mais de meio minuto à frente de Sebastian Vettel, o terceiro colocado, da Ferrari.

Somente dois outros pilotos terminaram na mesma volta que as "Flechas de Prata".

"Você tem de ser realista", disse Vettel após sua primeira corrida com a Ferrari. "Este fim de semana estava nas mãos deles e eles fizeram um grande trabalho, não apenas como time, mas individualmente também."

"São os favoritos. Eles tiveram uma grande vantagem no último ano e acho que fizeram um grande trabalho aumentando essa vantagem a seu favor neste ano."

Vettel ganhou quatro títulos consecutivos com a Red Bull antes que a Mercedes assumisse o posto de bicho-papão no último ano. Agora, o diretor da Red Bull, Christian Horner, teme que em 2015 a história do ano passado se repita.

"Depois do que vimos hoje, devemos ter uma corrida de dois carros só em todo Grande Prêmio deste ano", disse.    Continuação...