Hamburgo é escolhida candidata alemã para sediar Jogos de 2024

sábado, 21 de março de 2015 13:33 BRT
 

BERLIM (Reuters) - Hamburgo foi escolhida oficialmente como cidade candidata da Alemanha para concorrer a sede das Olimpíadas de 2024, depois que membros do Comitê Olímpico Alemão (COA) aceitaram de forma unânime a proposta do conselho de administração, neste sábado.

Hamburgo bateu Berlim na segunda-feira, com a diretoria do COA escolhendo a cidade portuária ao norte do país, que tem mais apoio da população local para receber os Jogos do que a capital, como sua preferida.

“Estamos unidos em nosso desejo de receber as Olimpíadas”, disse Alfons Hoermann, presidente do COA, a membros da organização. “Nós podemos e queremos ser um modelo para um novo conceito de Olimpíada e Paraolimpíada no futuro”.

Boston e Roma já lançaram suas candidaturas oficialmente. Outras cidades, incluindo Paris, Dohra, Istambul e Baku, são vistas como possíveis candidatas até a data limite de 15 de setembro.

Hamburgo, que espera utilizar o espaço perto do porto para construir alguns dos locais de competição, com um conceito compacto, agora terá de organizar um referendo local em setembro.

Oficiais estão ansiosos para angariar apoio entre a população antes de entregar a sua candidatura até 15 de setembro, para evitar uma forte oposição durante os dois anos de campanha, até a divulgação da decisão do Comitê Olímpico Internacional, em 2017.

O conceito de Hamburgo leva os Jogos para a área de Kleiner Grasbrook, tecnicamente uma ilha, mas a apenas dez minutos de caminhada do centro da cidade, que se tornaria o Parque Olímpico.

O plano é que cada local de competição seja acessível a pé ou de bicicleta, e funcionários revelaram neste sábado que o conceito também inclui que a cerimônia de abertura seja realizada na cidade e na água, em vez do estádio Olímpico, como acontece tradicionalmente.

A última vez que a Alemanha sediou os Jogos Olímpicos foi em 1972, enquanto Berlim e Leipzig falharam em suas tentativas em anos passados. Munique também não conseguiu ser escolhida para receber as Olimpíadas de Inverno de 2018.

(Reportagem de Karolos Grohmann)