Ministério da Justiça determina análise interna sobre denúncia de suborno na Copa

segunda-feira, 23 de março de 2015 14:35 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Justiça determinou no domingo a instauração de análise interna "imediata" de licitações envolvendo subsidiária da empresa alemã de engenharia e serviços Bilfinger em contratos relacionados à Copa do Mundo no Brasil.

Segundo comunicado da pasta, o ministro José Eduardo Cardozo determinou ainda a solicitação à empresa alemã para que forneça indícios de supostas irregularidades, além de pedir uma auditoria nos contratos suspeitos à Corregedoria Geral da União (CGU).

"Em relação às denúncias envolvendo os contratos com a empresa Bilfinger, o Ministério da Justiça informa que, por determinação do ministro José Eduardo Cardozo, foram tomadas, ainda neste domingo, as seguintes providências: análise interna e imediata do contrato e do procedimento licitatório; Solicitação à empresa alemã para que forneça elementos e indícios que apontem possíveis irregularidades no processo licitatório e nos contratos; e pedido que se instaure auditoria nos referidos contratos pela Corregedoria Geral da União", diz o comunicado.

A Bilfinger informou em comunicado, no domingo, que começou uma investigação no ano passado sobre contratos de cerca de 6 milhões de euros (6,5 milhões de dólares) para equipar centros de controle de segurança em diversas grandes cidades brasileiras.

A empresa contratou os auditores da Ernst & Young, da Deloitte e de uma empresa de advocacia brasileira para ajudar a esclarecer se propinas foram pagas por empregados da afiliada Mauell a funcionários públicos e membros de companhias estatais.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

 
Policiais conversam no Centro de Cooperação Policial Internacional, da PF, em Brasília. 09/06/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino