Hamilton resiste a Vettel e conquista a pole do GP da Malásia de F1

sábado, 28 de março de 2015 10:29 BRT
 

SEPANG, Malásia (Reuters) - O atual campeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, levou a melhor na pista molhada do circuito de Sepang e assegurou a poleposition para a Mercedes em um agitado treino classificatório para o Grande Prêmio da Malásia neste sábado.

O britânico, que venceu de cabo a rabo a corrida que abriu a temporada, o GP da Austrália, só teve que enfrentar o tráfego de veículos mais lentos na linha de chegada da segunda das três fases do treino e acabou premiado com a 40ª poleposition de sua carreira. 

Hamilton conseguiu a marca de um minuto e 48,834 segundos em sua primeira volta da última apresentação e o tempo não foi batido por nenhum dos adversário, nem mesmo Sebastian Vettel, que provou que o começo forte de temporada da Ferrari não foi por acaso ao terminar o classificatório com um consistente segundo lugar no grid.

"Eu acho que a primeira volta foi boa. É sempre difícil em condições como esta e nenhum de nós havia pilotado em pista molhada neste fim de semana", disse Hamilton a jornalistas.

O tetracampeão Vettel, que parece revitalizado desde que estreou na escuderia italiana saindo da Red Bull no fim do ano passado, deu mais uma prova de que está de volta à boa fase. O alemão, que havia conquistado o terceiro lugar na Austrália, protagonizou uma emocionante última volta no treino e por muito pouco, apenas 0,074 segundos, não bateu o tempo de Hamilton.

Vettel não apenas estragou a dobradinha da Mercedes, superando um decepcionado Nico Rosberg, como ainda se tornou o primeiro piloto da Ferrari a ocupar a primeira fileira do grid desde Felipe Massa no mesmo circuito em 2013.

"Foi um interessante treino classificatório. O carro se comportou bem em ambas as condições e pareceu bom para aguentar longos períodos na pista. Vamos ver o que podemos fazer amanhã", disse Vettel.

Rosberg, o terceiro, terá a companhia de Daniel Ricciardo, da Red Bull, na segunda fileira do grid. Neste sábado, uma forte tempestade no começo da segunda sessão de treino forçou os pilotos a esperarem nos boxes por 35 minutos antes que a pista se tornasse segura novamente para os testes. 

(Por John O'Brien)