Futebol do Chipre caminha para reunificação após longa separação

domingo, 29 de março de 2015 11:42 BRT
 

Por Peter e Stevenson

NICOSIA (Reuters) - A reunificação do futebol do Chipre deve se aproximar de uma conclusão na segunda-feira, quando a Associação Turca Cipriota de Futebol (CTFA, na sigla em inglês) irá se candidatar como membro da Associação Cipriota de Futebol (CFA), reconhecida pela Uefa, no sul cirpiota controlado pelos gregos.

O presidente da CTFA, Hasan Sertoglu, deve fazer o anúncio durante coletiva de imprensa na segunda-feira, disseram pessoas familiarizados com a situação.

Um acordo inicial foi assinado em Zurique, em novembro de 2013, com o presidente da CFA, Costakis Koutsokoumnis, na presença do presidente da Fifa, Sepp Blatter, e da Uefa, Michel Platini.

A CFA e a CTFA se separaram quase há 60 anos e, apesar do acordo inicial, muitas dificuldades podem surgir pela frente se o futebol for reunificado na ilha.

Sob os termos do acordo de Zurique, a CTFA vai se candidatar a membro da CFA, essencialmente induzindo todos os clubes turcos cipriotas a fazer o mesmo.

A CFA, então, reconheceria a CTFA como um de seus membros associados, dando a ela o dever de lidar com os assuntos que envolvam os clubes turcos cipriotas e o direito de organizar um campeonato.

A CTFA, porém, buscou garantias de que, uma vez membro, os jogos aconteceriam entre times turcos cipriotas e gregos cipriotas, algo que a CFA não garantiu publicamente.

Conversas sobre a reunificação foram recebidas com escárnio em certos setores. Mas apesar da oposição de partidos políticos no norte turco da ilha, Sertoglu obteve o apoio inabalável dos clubes, enquanto ainda há incerteza no sul a respeito do acordo.   Continuação...