Técnico do Barcelona diz não estar preocupado com jejum de gols de Neymar

terça-feira, 7 de abril de 2015 11:17 BRT
 

BARCELONA (Reuters) - O técnico do Barcelona, Luis Enrique, não está preocupado com a recente seca de gols de Neymar e tem confiança de que o meia-atacante brasileiro logo voltará à sua melhor forma enquanto o time leva adiante sua ofensiva para repetir a história trinca de títulos de 2009.

Depois de impressionar na primeira metade da temporada, Neymar perdeu o gás na virada do ano e não marcou nenhum gol para os líderes do Campeonato Espanhol desde que abriu o placar de 5 x 0 em casa diante do Levante no dia 15 de fevereiro.

O jogador de 23 anos pareceu especialmente deslocado na vitória de 1 x 0 sobre o Celta Vigo no último domingo, e passou boa parte do jogo ocupado com a marcação do zagueiro Hugo Mallo.

“Não estou nem um pouco preocupado”, declarou Luis Enrique em uma coletiva de imprensa para falar do confronto de quarta-feira com o Almeria no gramado do Barça.

“Estamos falando de um jogador incomum, de um jogador de primeira”, acrescentou o ex-meio-campista do Barcelona e da seleção espanhola, que tem tido sucesso em sua primeira passagem como treinador em Nou Camp.

“E pelo que vejo nos treinos, tenho certeza de que ele vai voltar a fazer gols em breve e que vai retomar sua melhor forma”.

“Agora ele está nos ajudando de uma maneira menos espetacular, menos visível para vocês, mas ele dá ao time muitas coisas que considero importantes”.

O Barça pode aumentar para sete pontos sua dianteira sobre o segundo colocado Real Madrid se derrotar o Almeria, aumentando a pressão sobre o Real, cuja partida contra o vizinho madrilenho Rayo Vallecano acontece duas horas mais tarde.

O combinado de Luis Enrique ainda enfrenta o Paris St Germain nas quartas de final da Liga dos Campeões e almeja ampliar um recorde conquistando sua 27ª Copa do Rei quando encarar o Atlético de Bilbao na final de 30 de maio.   Continuação...

 
Atacante do Barcelona Neymar em partida contra o Real Madrid no Camp Nou. 22/03/2015 REUTERS/Albert Gea