Chelsea não deve ter Diego Costa de volta antes de maio

sexta-feira, 10 de abril de 2015 12:13 BRT
 

(Reuters) - Artilheiro do Chelsea, Diego Costa deve perder os quatro próximos jogos do time que lidera o Campeonato Inglês devido a uma contusão, disse o técnico José Mourinho nesta sexta-feira.

Isso significa ficar fora de partidas cruciais contra Arsenal e Manchester United, seus rivais na disputa pelo troféu, além de Queens Park Rangers e Leicester, que lutam contra o rebaixamento.

O jogador nascido no Brasil e naturalizado espanhol, que já marcou 19 gols em sua primeira temporada na liga inglesa, sofreu uma contusão no tendão pouco depois de entrar como substituto no segundo tempo do jogo da semana passada contra o Stoke City, em casa.

Mourinho afirmou que seria “normal” ele não atuar nos próximos quatro confrontos, o que levaria Diego a voltar ao time diante do Crystal Palace no começo de maio.

Com uma dianteira de sete pontos, o Chelsea precisa de outros 15 em oito jogos para recuperar o título que conquistou pela última vez em 2011, sob o comando de Carlo Ancelotti.

Mourinho disse em uma coletiva de imprensa que não excluirá os meio-campistas Cesc Fàbregas e Nemanja Matic da partida de domingo contra o QPR, embora ambos estejam dependurados com um cartão amarelo.

“O jogo é um jogo de três pontos”, disse. “Não faz nenhum sentido pensar sobre algumas partidas e não em outras. Temos que jogar com força total”.

“Ninguém está esperando uma partida fácil. No final de semana passado jogamos contra um time que está muito firme no meio da tabela e eles foram fantásticos na abordagem, no comprometimento, tentando vencer a partida, ou não perdê-la”.

O Chelsea lidera o campeonato desde o terceiro jogo da temporada, o que seu treinador disse que mostra “consistência, estabilidade, domínio”.

(Por Steve Tongue)

 
Diego Costa em partida do Chelsea no Campeonato Inglês contra o Hull City. 22/03/2015 REUTERS/Andrew Yates