United vence City por 4 x 2 e volta a dominar Manchester

domingo, 12 de abril de 2015 17:21 BRT
 

MANCHESTER (Reuters) - O Manchester United atropelou o Manchester City e restaurou a ascendência vermelha na cidade graças a uma vitória incontestável por 4 x 2 no dérbi, em Old Trafford, neste domingo, que fez o time abrir quatro pontos de vantagem para o seu rival.

O United havia perdido os últimos quatro dérbis pela Premier League para o City, mas estava animado antes da 169ª edição da partida por causa de uma sequência de cinco vitórias pela liga, enquanto o rival City estava sem confiança depois de ganhar apenas quatro dos últimos 11 jogos pelo torneio.

O City parecia pronto para apagar da memória a derrota para o Crystal Palace, na segunda-feira, quando Sergio Agüero abriu o placar, aos 8 minutos, depois de um começo explosivo de partida.

Mas os visitantes não conseguiram construir em cima dessa domínio no começo da partida, e Ashley Young empatou, antes de o belga Marouane Fellaini completar cruzamento de Young com uma poderosa cabeçada, aos 27 minutos do primeiro tempo.

A finalização fria de Juan Mata ampliou a vantagem na etapa final, e Chris Smalling aproveitou a marcação frouxa para marcar de cabeça, após cobrança de falta de Wayne Rooney, e o United recuperou seus momentos de glória depois de uma última temporada ruim.

Com os torcedores do United cantando "você será demitido pela manhã" para o treinador do City, Manuel Pellegrini, Agüero acrescentou mais um gol que não fez nada para aplacar a dor dos visitantes.

O United tem 65 pontos em 32 partidas, um a menos que o segundo colocado Arsenal, mas quatro a mais que o atual campeão City, a seis partidas do final. 

"Começamos muito mal. Não foi o Manchester United. Estávamos nervosos. Eu não sei por quê", disse o técnico do United, Louis van Gaal, à BBC. "Não pressionávamos a bola. Não sei por que, mas, a partir do momento em que marcamos, tivemos mais confiança".

"Estamos com quatro pontos a mais que o quarto colocado na tabela e estou muito feliz pelos torcedores. Eu vi o que isso significa para eles. Eles sempre nos apoiaram quando os resultados não eram bons", disse van Gaal.