Pellegrini sente a pressão após dolorosa derrota do Manchester City

domingo, 12 de abril de 2015 18:51 BRT
 

Por Michael Hann

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - Quando a torcida canta para o técnico adversário que ele “será demitido pela manhã” já é bastante irritante, mas quando o cântico é dirigido ao técnico do atual campeão, e o seu time acabou de ser humilhado pelo rival, você sabe que há um grande problema.

O técnico do Manchester City, Manuel Pellegrini, viu a sua equipe ser derrotada por 4 x 2 pelo Manchester United, em Old Trafford, neste domingo, apesar de ter saído na frente e de ter vencido os últimos quatro dérbis.

Agora, ele perdeu seis das últimas oito partidas e qualquer chance realística de manter o título da Premier League desapareceu, com o líder Chelsea 12 pontos à frente do quarto colocado City.

O chileno Pellegrini sempre conseguiu manter a calma, e isso funcionou muito bem quando o seu time arrebatou o título da Premier League das mãos do Liverpool, ano passado.

Nesta temporada, no entanto, essa mesma abordagem parece completamente equivocada, quando uma postura mais dura parece mais apropriada para uma equipe envelhecida e que aparenta nuncar ter jogado junto anteriormente.

Além dos dois gols de Agüero, o City não jogou nada do que se espera de um dos times mais caros do mundo, e apesar de alguma culpa da diretoria por contratações questionáveis, Pellegrini também tem que assumir alguma responsabilidade.

Seus comentários após o dérbi dificilmente vão passar confiança ao torcedor do City, já que o atual campeão corre o risco de sair do grupo dos quatro primeiros, como fez o United na temporada passada, tendo ganhado o título com Alex Ferguson na campanha anterior.

“É muito difícil estar em quarto lugar. A Premier League tem times difíceis”, disse Pelegrini aos repórteres.   Continuação...